Parker Brasil

Cinco dicas para trocar mangueiras com mais economia

Cinco dicas para trocar mangueiras com mais economia - Stamp: método Parker auxilia seleção e dimensionamento - Parker Brasil - Divisão Fluid ConnectorsPara maximizar a vida útil das mangueiras hidráulicas, economizando tempo e dinheiro e reduzindo as paradas e falhas, utilize o método de seleção S.T.A.M.P. Este método garante a troca pela mangueira correta, ajudando a lembrar as cinco características do produto que você deve conferir para não errar na seleção: Tamanho (Size), Temperatura, Aplicação, Fluido (Media) e Pressão.

1ª Dica: tamanho (size)

O tamanho da mangueira é importante porque ele determina a velocidade em que o óleo passa por ela. Alta velocidade pode causar vazamentos, calor, ineficiência ou mesmo danos ao sistema hidráulico. Baixa velocidade vai resultar em baixa pressão e baixa performance. Diâmetros internos menores aumentam a velocidade do óleo, enquanto diâmetros internos maiores reduzem essa velocidade.

2ª Dica: temperatura

Considere os efeitos de ambas as temperaturas (do ambiente e do fluido) - A temperatura de trabalho afeta enormemente a vida útil da mangueira. Para obter máxima durabilidade, durante a seleção você precisa considerar tanto a temperatura ambiente quanto a temperatura do fluido transportado pela mangueira. Avalie a aplicação na qual a mangueira vai operar. Qual é a temperatura ambiente no local? Sua aplicação pode estar num ambiente muito quente ou muito frio, e ambas as situações podem danificar a cobertura da mangueira.

Depois de identificar a temperatura ambiente, o próximo passo é considerar a temperatura do fluido. O que a mangueira vai conduzir, em qual temperatura? Será óleo, água, derivados de petróleo ou ar? Lembre-se que cada tipo de fluido (por exemplo, ar) pode ser classificado em uma temperatura diferente de outro (por exemplo, água) para a mesma mangueira.

Cinco dicas para trocar mangueiras com mais economia - Componentes de uma mangueira hidráulica - Parker Brasil - Divisão Fluid Connectors3ª Dica: aplicação

Saiba identificar as necessidades específicas de sua aplicação. Para isso, observe as seguintes variáveis:

• Impulso e ciclo de carga – Verifique com qual frequência a mangueira será exposta à pressão total de trabalho, bem como ondas repentinas ou picos de pressão.

• Tipo de reforço metálico – Confira se ele é entrelaçado ou espiral. O reforço espiral é mais adequado para suportar impulsos elevados e ciclos de carga mais altos do que o reforço entrelaçado, que por sua vez oferece maior flexibilidade.

• Robustez da cobertura e sua resistência à abrasão – Verifique se é necessário especificar cobertura standard, reforçada (Tough Cover) ou super reforçada (Super Tough), ou acessórios tais como protetores ou luvas.

• Raio de curvatura – A mangueira será instalada em um espaço reduzido ou apertado? Então, prefira um tipo de maior flexibilidade e com menor raio de curvatura para obter uma condução mais fácil.

4ª Dica: fluido (media)

Outra característica que você deve considerar é a compatibilidade do fluido com os materiais da mangueira.

Uma mangueira hidráulica é composta por tubo interno, camada de reforço e cobertura externa. Após a montagem, as conexões e vedações também estarão sujeitas ao contato com o fluido conduzido por ela – logo, a compatibilidade química deve cobrir a totalidade do conjunto. Caso contrário, poderão ocorrer bolhas na cobertura da mangueira, erosão ou falhas capazes de contaminar e danificar todo o sistema.

Cinco dicas para trocar mangueiras com mais economia - Manual de Treinamento Mangueiras e Conexões - Parker Brasil - Divisão Fluid Connectors5ª Dica: pressão

Considere ambas as pressões (de trabalho e de impulso) - Ao dimensionar uma mangueira, muitas vezes os técnicos se concentram apenas no limite da pressão da válvula de alívio ou na pressão máxima de trabalho. Todavia, é preciso avaliar dois tipos de pressão: a pressão do sistema e a pressão de impulso.

Seu sistema opera com pressão dinâmica ou estática? É dinâmica quando a pressão flutua e há potencial para vibrações, choques e variações da temperatura. Já um sistema estático é essencialmente livre de vibração e a temperatura muda somente quando ele é pressurizado.

Em sistemas dinâmicos, certifique-se de que a mangueira selecionada atende a pressões iguais ou superiores às pressões de trabalho e de impulso, para cobrir quaisquer picos de pressão, vibrações e choques. O dimensionamento da pressão também deve cobrir o conjunto em sua totalidade, incluindo as conexões.

O Manual de Treinamento Mangueiras e Conexões (foto) reúne tabelas e informações que o ajudarão a encontrar o diâmetro interno correto e o modelo de mangueira ideal de acordo com a temperatura e compatibilidade química de sua aplicação.

Para mais informações sobre os produtos Parker, ligue 0800 727 5374 ou acesse o website da Parker Brasil.

Leia mais artigos

Vantagens das mangueiras termoplásticas

Por que usar mangueiras termoplásticas em equipamentos hidráulicos?

Óleo hidráulico limpo é a chave da alta performance

Categorias
Postagens Recentes do Autor

Quatro vezes mais duráveis

Quanto tempo uma mangueira instalada em sistemas hidráulicos pode durar?  A melhor resposta para esta pergunta é “depende da severidade do uso”, ou seja, das condições de trabalho da aplicação. Uma...

Tecnologia para produtores de cerveja

Ao longo dos anos, aconteceram muitas mudanças no processo de produção da cerveja e nas preferências do consumidor. Com a diversificação de variedades e o consequente incremento do custo da produção,...

Aprenda a combater a contaminação nos sistemas hidráulicos

Todos os fluidos hidráulicos têm uma determinada quantidade de contaminantes. Estima-se que cerca de 80% das falhas nos sistemas hidráulicos sejam causadas por essas partículas, ocasionando perdas de...
Comentários

Você tem alguma dúvida sobre os produtos ou serviços da Parker?
Nós podemos ajudar: entre em contato conosco!

Note to Cinco dicas para trocar mangueiras com mais economia

MArcos Cesar
Bom!!
João Luiz Amorim
Conteudo de aplicação prática. Muito bom!

Deixe um comentário





Captcha